GVces 10 anos

Em 10 anos, o GVces fez muito pelo desenvolvimento sustentável no Brasil

Linha do tempo da primeira década de existência do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV/EAESP (GVces)

Relatório de atividades 2006

Rabiscos no guardanapo

Os primórdios da história do GVces começam num restaurante em São Paulo, onde Mario Monzoni esboça para Rachel Biderman, num guardanapo, o que seria o Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV/EAESP. A ideia é apresentada ao prof. Rubens Mazon, que leva a proposta adiante na Escola de Administração de Empresas de São Paulo. Anos mais tarde, o contexto em que atua o GVces seria compartilhado por Monzoni durante uma sessão do TED-X Vila Madá (vídeo abaixo).

Nasce o GVces

No segundo andar da biblioteca da EAESP/FGV, em volta de uma pequena mesa, o prof. Rubens Mazon, Mario Monzoni e Gladis Ribeiro começam os trabalhos do GVces. Acesse o link abaixo para saber mais sobre história, missão, visão e valores do GVces.

Indicadores de Juruti para todos

Após a etapa final da identificação das fontes de informação locais e instituições de pesquisa e coleta de dados via Internet, visitas institucionais e oficinas, acontece a sistematização dos Indicadores de Juruti, com desenvolvimento de um sistema de informações na Internet e uma publicação impressa.

Investimentos Socialmente Responsáveis

O primeiro estudo realizado pelo Centro dizia respeito a um mapeamento no Brasil sobre investimentos socialmente responsáveis (SRI, na sigla em inglês), iniciativa com apoio do International Finance Corporation (IFC), braço privado do Banco Mundial.

New Ventures Brasil

Com o objetivo de conectar pequenos empreendimentos inovadores a investidores, o GVces estabelece uma parceria com o World Resources Institute (WRI) e dá início no Brasil ao New Ventures Brasil (NVB), realizando uma chamada de casos, que passariam por uma seleção, uma fase de mentoring para aprimoramento dos planos de negócios e uma rodada de apresentações no Fórum de Investidores, realizado no fim do ano. O NVB continuou a ser realizado anualmente pelo GVces até 2011. Veja a seguir vídeos com apresentações de casos que passaram pelo NVB e se tornaram conhecidos entre negócios que promovem inovação para sustentabilidade.

Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bovespa (ISE)

O GVces inaugura a importante parceria com a Bovespa (hoje, BVM&FBOVESPA). Começava a desenvolver a metodologia para estruturar o primeiro índice de sustentabilidade específico para o mercado brasileiro, pioneiro também na América Latina e nos moldes dos índices de mercados internacionais como o New York Stock Exchange (NYSE) e London Stock Exchange (LSX).

Nasce o programa Produção Sustentável

Com foco em empreendedorismo e cadeias de valor, o programa é criado, sob a responsabilidade de André Carvalho, para coordenar as atividades do New Ventures Brasil e uma série de pesquisas intitulada Cadeias de Valor e Biodiversidade. Lançada pelo GVces em 2005, tinha o objetivo de avaliar cadeias produtivas de alto impacto ambiental e de setores intensivos no uso de recursos naturais. No ano de 2007, foi lançado o segundo estudo da série, intitulado "Impactos socioeconômicos e ambientais do complexo minero-siderúrgico de Mato Grosso do Sul". Segundo a pesquisa, com a implantação do complexo ocorreria um aumento da pressão por desmatamento em áreas nativas do Pantanal e Cerrado, uma vez que não há estoques disponíveis de florestas plantadas na região para garantir sequer o atendimento da atual demanda por carvão vegetal das siderúrgicas. O estudo alerta que seria preciso investir no plantio florestal em áreas degradadas localizadas na região leste do Estado, o que poderia configurar-se numa ótima oportunidade econômica para o Mato Grosso do Sul, desde que bem planejada e sob os incentivos corretos do governo estadual. Com tal configuração, o enorme risco potencial à biodiversidade apresentado pela instalação do complexo poderia ser revertido em oportunidade de conservação e de recomposição de áreas nativas na Bacia do Alto Paraguai.

Programa Brasileiro GHG Protocol 5 anos

Os números do Programa Brasileiro GHG Protocol, após cinco anos de atividade, mostram a evolução da cultura corporativa de inventários e o engajamento de empresas em estratégias de redução e gestão de GEE no Brasil. O Programa reúne 106 organizações – um aumento de 450% desde o começo da iniciativa, em 2008 – dos mais variados tamanhos e dimensões, representando 16 setores da economia brasileira. Para celebrar essa trajetória, o Programa Brasileiro realizou seu Evento Anual, com mais de 250 pessoas no auditório do Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa, em caráter comemorativo: fez um reconhecimento às 27 empresas fundadoras da iniciativa, divulgou os resultados dos inventários referentes ao ano de 2012 das organizações membros e promoveu uma mesa redonda, conduzida por Paulo Branco, vice coordenador do GVces, com a participação de representantes de parceiros históricos do Programa: Rachel Biderman, consultora sênior do World Resources Institute (WRI) e ex-coordenadora do Programa Brasileiro; Fernando Figueiredo, diretor do Carbon Disclosure Project (CDP) no Brasil; e Mário Augusto Cardoso, especialistas em meio ambiente da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Compras Sustentáveis

Um tema que ganharia destaque no GVces ao longo dos anos já dá os primeiros sinais em 2004, com a realização do I Workshop Sustentabilidade e Políticas de Compras Corporativas. Nos anos seguintes surgiriam nessa linha o programa Consumo Sustentável, o Catálogo Sustentável e a série de estudos sobre compras institucionais.

Launch
Copy this timeline Login to copy this timeline 3d

Contact us

We'd love to hear from you. Please send questions or feedback to the below email addresses.

Before contacting us, you may wish to visit our FAQs page which has lots of useful info on Tiki-Toki.

We can be contacted by email at: hello@tiki-toki.com.

You can also follow us on twitter at twitter.com/tiki_toki.

If you are having any problems with Tiki-Toki, please contact us as at: help@tiki-toki.com

Close

Edit this timeline

Enter your name and the secret word given to you by the timeline's owner.

3-40 true Name must be at least three characters
3-40 true You need a secret word to edit this timeline

Checking details

Please check details and try again

Go
Close